quarta-feira, 12 de maio de 2010

Cristãos e "cristãos"

Não há como negar que existem cristãos que, ou se esqueceram, ou, realmente, praticam atos inadequados, voluntariamente, contra a sua fé. Conheço católicos e evangélicos que, simplesmente, fazem-me rever certos pensamentos sobre o cristianismo. Tratarei aqui sobre esses pensamentos.

Antigamente, até mais ou menos um ano atrás, tinha inclinação universalista, mas não o era. Inclinava-me a crer que Jesus morreu para que todos tenham a Vida, pois seu amor é atraente. No entanto, em decorrência de muitas elucubrações, chego à conclusão que não quero esse tipo de crença para mim. Primeiro, por essa corrente teológica não ter muita base bíblica e racional. Segundo, por ver muitos cristãos praticarem muitas perversões, que nem descrentes do cristianismo fariam. Confesso que às vezes tenho raiva desses ditos cristãos, mas, constato que eles só externam o que muitas vezes tem dentro de nós (lascívia, impureza, ódio, inveja, porfia...). Mas creio que externar é manchar o testemunho cristão. E isso é um “ai” para eles mesmo, como diz Jesus (Mt 1.8:7).

Por que muitos cristãos negligenciam tão grande salvação? Por que muitos cristãos vivem como ateus ( praticam atos detestáveis como se cressem que Deus não existe)? Por que? Não sei, mas tenho certeza de uma coisa nas Sagradas Escrituras; que uma vida consagrada ao Senhor nos levará a Ele. Pode ser até que o universalismo esteja certo, mas, certamente, essa ortodoxia que creio está.


Salvação e caráter em Cristo Jesus.

2 comentários:

Facundo disse...

Cara... Muito bom teu texto... e realmente cara vc está com razão... Quando a gente pensa em universalismo, vem a nossa cabeça aquelas pessoas maravilhosas e de grande carater que nos rodeiam e que não são religiosos, e a gente pensa... "nossa como essa pessoa reflete o carater de deus sem nem ela perceber..."

Mas quando vejo as toneladas de injustiças que rolam, gente endinheirada que fica pensando: "sou corrupto mesmo, tenho muita grana, ninguém vai me pegar, lalalalalá"... e tirandoi gente que usa jesus como produto... e coisas similares a essa...

Deus a tudo vê e a tudo sonda...

E te digo uma coisa cara... O pouco do universalismo que mora no meu coração me diz somente que muita gente que a gente for encontrar no seu vai gerar em nós algo do tipo: "caramba, ele????", e muita gente que acha que vai estar lá vai ter a amarga surpresa de ser barrado...

Deus não é óbvio... A Salvação obviamente trancende as paredes institucionais... Isso para mim está claro... Assim também como está claro o fato de saber que Deus não é idiota e ingênuo.

Grande abraço cara! e escreva mais!

Marlon Marques disse...

Isso mesmo George!

Concordo plenamente contigo sobre o pouco de universalismo que você tem. A Salvação não se restringe às paredes institucionais. Realmente, muitos dos quais pensamos que não estará no Reino, estará.

Devemos seguir a Jesus de Nazaré sem filtros eclesiásticos institucionais.

Abração meu mano!